Gideoni Monteiro é o melhor do Brasil, no 12º lugar, na Copa do Mundo de Pista
 

O atleta Gideoni Monteiro foi o melhor brasileiro entre os ciclistas da seleção nacional que disputou a 2ª etapa da Copa do Mundo de Ciclismo de Pista em Londres, de 5 a 7 de dezembro. O ciclista foi o 12º colocado geral na prova Omnium, que reúne seis provas (Scratch, Perseguição Individual, Eliminação, 1Km Contra-Relógio, Flying Lap e Pontos).

O modelo de disputa desta prova, que contou com os melhores atletas do mundo, é similar ao pentatlo moderno e vence aquele que conquista o melhor resultado somando o desempenho em todas as provas.

No sábado (6) Gideoni disputou três provas. Em uma delas, se envolveu em um acidente e teve que receber apoio mecânico para consertar a bicicleta e retornar para a competição, onde terminou com a 9ª posição. “Acabei levando um grande susto na última prova do dia, mas graças a Deus eu não me machuquei gravemente. A equipe foi rápida e conseguimos solucionar o problema da bike em tempo suficiente para que eu pudesse voltar para a competição”, relatou Gideoni.

No domingo, após quatro disputas, concluiu na geral na 12ª colocação, uma posição acima em relação ao resultado conquistado na primeira etapa, no México, em novembro, quando foi o 13º. “Fico feliz em estar evoluindo dentro da competição. Os treinos estão sendo intensos, mas é nessa hora que sabemos da importância de ter uma boa dedicação. Largar em uma prova desse nível e sentir que temos potencial para brigar entre os primeiros é gratificante. Estou contente por estar conquistando pontos e ajudando o Brasil na classificação olímpica”, declarou Gideoni.

A medalha de ouro na Omnium ficou com o colombiano Fernando Gaviria, seguido pelo australiano Scott Law e pelo americano Bobby Lea.

O velocista Flávio Cipriano também competiu no domingo pela prova de Velocidade Individual, terminando na 38ª colocação. O ouro ficou com o holandês Jeffrey Hoogland, enquanto o colombiano Fabian Zapata comemorou a prata e o venezuelano Hersony Canelon o bronze.

“Fizemos uma boa apresentação, mas temos que evoluir. Talvez o cansaço e o longo período longe das famílias devido ao intercâmbio possam estar pesando no resultado final que esperávamos. Agora vamos tirar dez dias para descansar e voltaremos com força total apostando tudo na terceira e última etapa da Copa do Mundo na Colômbia”, disse o técnico Emerson Silva.

A Seleção de Ciclismo de Pista masculino participou da segunda etapa da Copa do Mundo com quatro atletas: Flávio Cipriano, Kacio Fonseca, Diefferson Borges e Gideoni Monteiro. A comissão técnica foi formada por Emerson Silva (Técnico), Jivago Salinet (Fisioterapeuta) e Evandro de Oliveira (Mecânico).

A 3ª e última etapa será em Cali, na Colômbia, em janeiro.

   
Liga Santista de Ciclismo
Filiada.:
Tel.: (13) 99711-1779
E-mail: lsciclismo@lsciclismo.com.br
 
Desenvolvido por : Portal Weeb.com