Brasil conquista 5ª posição na prova de resistência masculina do Ciclismo de Estrada em Toronto/2015

No feminino, Brasil foi 13º lugar. Equipe encerra participação no torneio do Canadá prospectando bons resultados para a Olimpíada do Rio/2016.

Por Imprensa FPC
Brasil / Notícias


A seleção brasileira de ciclismo de estrada não desapontou a torcida e encerrou sua participação nos Jogos Pan-Americanos de Toronto/2015 entre as cinco melhores equipes do continente. Na prova de resistência, realizada neste sábado (25), Thiago Nardin terminou como o grande destaque da seleção ao conquistar a quinta colocação.

Seleção Brasileira de Ciclismo de Estrada masculina (Crédito: CBC/Divulgação)

Nardin completou a prova com 3h46min33s, ficando à apenas sete segundos do primeiro colocado, o venezuelano Miguel Aponte (3h46min06s). Ainda subiram ao pódio o norte-americano Eric Marcotte, segundo colocado, e o canadense Guillaume Boivin, terceiro, ambos encerrando em 3h46min33s. O Brasil também foi representado por João Marcelo Gaspar, 13º colocado (3h46min36s), Cristian da Rosa, 26º lugar (3h51min10s) e Murilo Ferraz, que acabou não concluindo o percurso de 160 quilômetros devido a problemas mecânicos. “No final aconteceu uma sessão de ataques e o ritmo foi só aumentando. Tentei resisti e arranquei em busca dos primeiros mas faltou pouco. Finalizei a prova com o gostinho de pódio, mas saímos todos de cabeça erguida pelo bom trabalho que foi realizado”, declarou Thiago.

Durante todo o percurso a equipe brasileira demonstrou muito entrosamento e preparo para controlar a competição. De acordo com o técnico Alejandro Tablas, a equipe masculina fez um excelente trabalho, mas acabou faltando um pouco de sorte nos momentos finais.

“Procuramos fazer uma prova tática, sempre colocando os nossos atletas bem posicionados e participando das fugas. Desta forma, conseguimos controlar bem a corrida, mas infelizmente nos últimos quilômetros tivemos dois atletas com pneu furado e acabou saindo uma pequena fuga no mesmo momento, onde tivemos que trabalhar dobrado. Faltando poucos quilômetros o Nardin saltou e conquistou o excelente quinto lugar. Os atletas estão de parabéns por chegar tão perto da medalha e ainda mais por saberem que tínhamos chance de estarmos no pódio”, avaliou Alejandro Tablas, técnico da UCI, que está acompanhando a Seleção Brasileira de Ciclismo de Estrada em Toronto

No feminino, a disputa no circuito montado no canal oeste de Ontario foi definida nos detalhes e nas duas voltas finais. A diferença da campeã, a canadense Jamin Glaesser (2h07min17), para a 20ª colocada foi de apenas 35 segundos. A brasileira Ana Paula Polegatch cruzou a linha de chegada em 2h07min35s, terminando no 13º lugar na classificação geral. As compatriotas e irmãs Clemilda e Janildes Fernandes ficaram com a 24ª (2h07min55) e 28ª (2h07min56) colocação, respectivamente. Completaram o pódio a cubana Marlies Mejias, prata (2h07min17), e a canadense Allison Beveridge (2h07min51), bronze.

Balanço geral

A Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) encerra os Jogos Pan-Americanos de Toronto/2015 com um balanço positivo da participação do ciclismo brasileiro na principal competição pré-olímpica antes dos Jogos de 2016 no Rio de Janeiro. A meta de colocar o país entre as cinco melhores seleções em todas as quatro disciplinas fomentadas (BMX, MTB, Estrada e Pista) foi cumprida e o país conquistou duas medalhas importantes no torneio: um bronze na prova de Velocidade por Equipes, medalha que não vinha para o ciclismo de pista desde 1995, e outro terceiro lugar inédito com Gideoni Monteiro na Omnium, prova que passou a integrar o programa olímpico em 2012.

© 2015 Microsoft Termos Privacidade e cookies Desenvolvedores Português (Brasil)

 
   
Liga Santista de Ciclismo
Filiada.:
Tel.: (13) 99711-1779
E-mail: lsciclismo@lsciclismo.com.br
 
Desenvolvido por : Portal Weeb.com